Cuidados com a pele e a psoríase: pontos gerais


 

Quais são as características da pele afectada pela psoríase?

 

Quando a pele é afectada pela psoríase, a epiderme renova-se demasiado depressa. As células desprendem-se ao fim de quatro a seis dias, em vez das habituais três semanas. A pele seca, fica desidratada tornando-se assim menos maleável do que o normal. Também fica mais susceptível à inflamação, resultando na cor vermelha das placas que aparecem em várias partes do corpo, especialmente nos braços, pernas, tronco e couro cabeludo. As lesões estão normalmente cobertas por uma camada de escamas finas brancas.
A psoríase é uma doença crónica que normalmente surge após os 15 anos de idade, apresentando crises e remissões.

 

O que posso fazer para aliviar a dor e a comichão?

 

Se tem comichão, pode tentar:

  • Aplicar um pano húmido sobre a placa, carregando suavemente para voltar a hidratar a pele.
  • Humedecer a lesão com água com sal morna e depois aplicar vaselina ou um creme de pH neutro, tal como é recomendado por um dermatologista ou farmacêutico.
  • O arejamento regular da sua casa e local de trabalho pode ajudar à cicatrização das placas, pois a fraca ventilação e uma atmosfera demasiado quente, seca e húmida podem parar a cicatrização das placas.

    Evite esfregar e coçar as placas, para não agravar a inflamação. A pele deve ser tratada com muita suavidade. Também deve evitar perturbar a pele morta que se acumula nos joelhos, cotovelos ou couro cabeludo. Pelo contrário, é preferível deixar que as escamas caiam naturalmente e gradualmente à medida que a pele cicatriza.  

Como deve lavar a pele afectada por psoríase?

  • Quando se estiver a lavar-se, deve evitar ao máximo esfregar e repuxar a pele.
    Opte por duches em vez de banhos que secam a pele. Pode tomar banho de imersão ocasionalmente para o ajudar a relaxar, mas não permaneça demasiado tempo dentro de água e certifique-se que a água não está demasiado quente. A temperatura da água não deve exceder os 37-38ºC.
  • Pode usar um sabonete de pH neutro. Os produtos perfumados devem ser evitados.
  • Após a lavagem, não puxe a pele morta dos cotovelos e joelhos.
  • Seque-se cuidadosamente, afagando todo o corpo com uma toalha.
  • Todos os recantos e dobras devem ser bem secos. Deve prestar particular atenção aos orifícios dos ouvidos e por trás das orelhas, axilas, por baixo dos seios, umbigo e virilhas, assim como à pele entre os dedos dos pés.  

Uma pessoa com psoríase pode nadar?

 

As pessoas com psoríase podem nadar de tempos a tempos, excepto durante as crises, altura em que a pele está mais delicada. É conselhável relembrar aos outros banhistas que a psoríase não é contagiosa e que por isso não estão em risco.
Antes de entrar na água, aplique um pouco de vaselina nas suas placas para protegê-las do cloro ou dos outros químicos utilizados para tratar a água das piscinas. Quando sair da água, tome um duche morno com água limpa. A pele deve ser seca através do afagamento com um toalha macia.

 

 

Quais são os produtos de higiene e cosméticos que uma pessoa com psoríase pode usar?

 

As pessoas com psoríase devem usar sabonetes, desodorizantes e maquilhagem básicos e suaves. Os produtos para a pele sensível ou para os bebés são particularmente adequados. As pessoas com alergias a determinados perfumes devem continuar a usar a mesma gama de produto hipoalergénicos que usavam antes da sua primeira crise. Convém recordar que alguns ingredientes químicos e perfumes que desencadeiam reacções alérgicas podem ser por vezes utilizados nos ambientadores ou nos amaciadores de roupa.
Se a pele nas axilas estiver inflamada, deve utilizar água com sal para lavá-la. Os desodorizantes não devem ser utilizados até a vermelhidão desaparecer. Os produtos que contêm álcool ou perfumes não são recomendados.
A maquilhagem normal para os olhos, lábios e face pode ser usada, assim como os produtos à prova de água.
É preferível utilizar cera fria para a depilação, uma vez que esta é menos irritante para a pele do que a cera quente, do que os cremes depilatórios ou a utilização da lâmina, especialmente se tiver placas nas suas pernas ou axilas.

 

Quais os produtos de limpeza da pele que podem ser utilizados pelas pessoas com psoríase?

 

Quando se tem psoríase, é difícil saber qual o desmaquilhante ou qual a loção corporal que se deve usar, especialmente tendo em conta o crescente número de produtos disponíveis no mercado. Esta secção tem por objectivo fornecer-lhe algumas informações sobre os produtos para a cara e corpo para pele sensível.

 

Mencionamos alguns produtos que podem ser utilizados, mas esta não é uma lista exaustiva. Para mais informações, não hesite em consultar o seu farmacêutico.

 

A psoríase é uma condição crónica que tende a ter remissões e recidivas. Caracteriza-se pela produção excessiva de queratinócitos que origina hiperqueratose (espessamento da camada córnea exterior da pele) e pelo aparecimento de manchas inflamadas de pele.


Apesar não existir uma gama completa para limpeza da pele psoriásica, é importante usar produtos que não causem irritação e que sejam preferencialmente hipoalergénicos. Os produtos que irritam a pele podem causar o fenómeno de Koebner, onde surgem placas psoriásicas na pele irritada. Por outro lado, alguns produtos têm um forte efeito queratolítico e ajudam a remover as escamas, que por sua vez permite que as medicações tópicas (como os corticosteróides e os derivados da vitamina D) sejam absorvidos. Por último, também devem ser utilizados emolientes (hidratantes), pois estes melhoram a elasticidade da pele, tornando-a menos áspera e seca. Os produtos de cuidados da pele à base de água termal suave (que tem propriedades suavizantes e anti-inflamatórias) são também particularmente adequados para a pele psoriásica.


Apesar dos produtos de cuidados da pele não poderem substituir os tratamentos locais para a psoríase, podem ter um efeito complementar. Estes proporcionam uma sensação de bem-estar ao reduzir o desconforto e ao melhorar o aspecto da pele. Quando a pele está bem hidratada, tem um aspecto melhor e parece mais macia, o que melhora a auto-estima. Os produtos de cuidados da pele podem ajudar a melhorar a qualidade de vida das pessoas com psoríase.

 

Loções corporais hidratantes

A psoríase torna a pele seca e áspera e danifica a camada córnea exterior da pele, que se torna muito espessa. Os processos celulares estão perturbados e a pele tem dificuldade em reter a água, o que leva à desidratação. Por essa razão deve usar emolientes que tornam a pele mais maleável. Estes fornecem à camada córnea substâncias (como a ureia, aminoácidos e ácido láctico) que absorvem e retêm a água, ao mesmo tempo que reconstroem a barreira cutânea com agentes anti-desidratantes (como a vaselina, cera de abelha, óleos vegetais e ceramidas).


É preferível escolher emulsões inversas que são menos gordurosas do que as emulsões à base de água em óleo. Os produtos recomendados para a pele atópica e muito seca (como a pele eczematosa) são geralmente adequados para a pele psoriásica. No entanto, a pele psoriásica está por vezes inflamada, o que não é necessariamente o caso da pele muito seca. A dermatite atópica é uma reacção anormal da pele que se manifesta como um tipo de eczema denominado eczema atópico. Apesar da dermatite atópica ter características em comum com determinadas formas de psoríase (especialmente a vermelhidão e a comichão), não causa o espessamento da camada córnea.


Não foram formuladas terapias especiais para tipos particulares de psoríase ou para fases específicas (progressiva ou estável) da condição. No entanto, depois de um banho ou duche, as pessoas com psoríase devem usar tratamentos emolientes que sejam bem tolerados e que tenham efeitos duradouros. Pensa-se que isto pode reduzir para metade a taxa de renovação da pele, e muito possivelmente desacelerando o aparecimento de novas crises.


É importante não usar emolientes mesmo antes de um tratamento com UVA ou UVB, pois pode evitar a penetração dos raios na pele. No entanto, pode ser utilizado um emoliente no dia ou na noite a seguir.
Alguns produtos para a pele atópica (enriquecidos com Omega-3 ou ácidos gordos essenciais) também são adequados para a pele psoriásica, especialmente para a pele com lesões que provocam comichão. Apesar da falta de ácidos gordos ter demonstrado ser típica na dermatite atópica, podem deduzir-se com uma certa confiança que a pele psoriásica também tem uma necessidade crescente destes, devido à sua taxa anormalmente rápida de renovação.

 

Tratamentos queratolíticos para o corpo

A queratinização é o processo normal através do qual a pele é renovada por queratinócitos, as principais células da epiderme. Estas células, que produzem queratina, funcionam anormalmente na psoríase, tornando a camada córnea exterior da pele espessa e com descamação. Devido aos queratinócitos não serem eliminados de uma maneira natural, a pele tem um aspecto áspero. Determinadas substâncias, como o ácido salicílico, ureia e ácido láctico, podem ser usadas no combate à hiperqueratose (a denominação clínica para a pele espessa).


O ácido salicílico é um ingrediente activo com propriedades queratolíticas e antissépticas que estão presentes em muitos produtos para a pele irritada e com descamação. A ureia é simultaneamente queratolítica e hidratante. Os ácidos hidroxi-alfa (AHA) ou os ácidos de fruta (como o ácido glicólico e o ácido cítrico) são há muito utilizados nos cuidados da pele devido aos seus efeitos exfoliantes e suavizantes, ajudando a fazer desaparecer o excesso de células mortas. Os AHAs com um pH mais baixo (mais ácido) têm um maior efeito exfoliante. As pessoas com psoríase devem procurar usar AHAs que sejam o mais suaves possíveis, como o lactato de amónio. Os queratorreguladores encontram-se disponíveis em cremes e emulsões que ajudam a eliminar as camadas acumuladas de pele e à remoção de escamas. Estes são particularmente adequados para as partes do corpo e couro cabeludo onde a pele se torna muito espessa e escamosa.


A maioria dos produtos queratolíticos também contêm ingredientes activos que ajudam a hidratar a camada córnea. Podem ser usados como uma terapia de manutenção para manter a pele hidratada e prevenir recidivas. Durante as erupções, estes produtos podem ajudar a suavizar a epiderme e tornar a pele mais maleável.

 

Tratamentos para uma pele que segregante

A pele psoriásica pode por vezes segregar líquido, com as lesões a assemelharem-se a pequenas bolhas que surgem na superfície da pele. Estas estão cheias de um líquido que pode ser transparente ou tem um tom amarelado. Quando rompem, quer espontaneamente ou como resultado do coçar, têm uma aparência segregante e por vezes encrostada. Se estiverem numa área de pele que esteja sujeita a fricção, tendem a reaparecer depois de terem rebentado. A segregação pode ser provocada por trauma ou inflamação.

 

Cuidados com a face

Se não tem lesões na sua face, pode limpá-la de acordo com as suas preferências e o seu tipo de pele, utilizando sabonete, água, desmaquilhante, leite ou gel de limpeza. Se tem acne, é preferível optar por geles de limpeza suaves. Se a sua pele tende a secar, recomendamos o uso de produtos de limpeza sem sabão, toalhetes ou leites de limpeza.

Se tem lesões psoriásicas na sua face, é importante manter a sua pele absolutamente limpa (limpando-a de manhã e à noite) e aplicar diariamente, ou várias vezes ao dia, um creme hidratante, se a sua pele estiver muito seca. Apesar de não existirem produtos de limpeza da pele que seja absolutamente ideais para a psoríase, é importante usar produtos que não irritem a pele. Também pode vaporizar a sua face com água mineral, que ajudará a desfazer-se das escamas e acalmará a vermelhidão. Seque a sua pele, afagando-a gentilmente com uma toalha. Durante uma erupção, deve evitar fazer limpezas de pele em salões de beleza ou aplicar máscaras e exfoliantes em casa devido ao risco de irritação. No entanto, quando não estiver a ter uma erupção, pode usar produtos com muitos ingredientes activos (como os produtos anti-rugas), desde que sejam bem tolerados pela pele. Todavia, os produtos que contêm derivados da vitamina A devem ser usados com cuidado.

 

Tratamentos para o couro cabeludo

Na psoríase do couro cabeludo, a pele torna-se muito espessa e podem surgir placas vermelhas, que normalmente são muito escamosas. Os champôs queratolíticos devem ser usados como uma terapia agressiva para descolar as escamas e suavizar a comichão. Os champôs queratolíticos não contêm alcatrão mineral. Deve aplicar o champô nas raízes do cabelo e deixá-lo actuar durante cinco minutos. Depois deve enxugar bem o cabelo e lavá-lo novamente com um champô adequado ao seu tipo de cabelo. Logo que as lesões no couro cabeludo desapareçam, deve passar a usar um champô suave para evitar a descamação. Pode lavar o cabelo todos os dias, desde que seja com um champô adequado. Também existem cremes queratolíticos que ajudam a desfazer-se das escamas. Para melhores resultados, aplique o creme no couro cabeludo, cubra a cabeça com uma touca de banho e deixe o creme actuar durante duas horas. Pode pintar o seu cabelo, excepto durante os períodos de crise, mas deve evitar lavar o cabelo com água muito quente, devendo secá-lo com o secador a uma temperatura média.

 

Protecção solar

Apesar da exposição ao sol poder ser boa para a pele psoriásica, deve proteger-se contra os efeitos prejudiciais dos raios UVA e UVB. Alguns protectores solares foram especialmente formulados para a pele atópica como a Loção da Mustela de Forte Protecção com SPF50 para crianças.

 

 

Os nossos agradecimentos ao Dr. Patrick Brun, dermatologista ligado ao Hospital Universitário de Cannes.

Enviar a um amigo Imprimir Voltar ao início Adicionar aos favoritos Limitação de responsabilidade
Søgaard & Co. - Mere web for pengene